Grafite na Decoração

0

No final dos anos 70, os primeiros grafites começaram a surgir nas galerias e em prestigiados livros de arte e, de lá pra cá a cidade ficou pequena para tanto talento. São Paulo é hoje, o principal polo de artistas de grafite no mundo.

“Antigamente, a linguagem do grafite era utilizada dentro de casa por pessoas com gosto mais refinado, que apreciam arte. Nos dias de hoje, a técnica já atingiu todo tipo de público”, diz o artista plástico Raphael Barcelos.

As técnicas do grafite podem ser aplicadas tanto em ambientes externos quanto internos, em imóveis comerciais ou residenciais. “Mesmo se a casa for clássica, pode-se usar o grafite dentro do quarto de um rapaz ou em uma sala. Depende do tema e da forma que a pessoa vai desenhar na parede. Você vai adequar o grafite ao estilo da decoração. Só é preciso coordenar gosto, estilo e local”, frisa Tânia, que adotou a técnica em um ambiente projetado por ela nas primeiras edições da Casa Cor Minas.

 

Quartos infantis com grafite

Outra aplicação bem legal do grafite na decoração é em quartos infantis. Ele pode ser utilizado no lugar do papel e adesivos de parede. Além de deixar o ambiente com um visual incrível, eles são mais duráveis e por esse motivo são uma excelente escolha para decorar quartos infantis.

Os temas podem ser os mais distintos como árvores, corujas, bichinhos, super-heróis, personagens de animação ou até mesmo desenhos abstratos. A grande vantagem é que pode-se personalizar o quarto exatamente da maneira que os pais imaginarem, incluindo diversos elementos para deixar o ambiente com a cara da criança.

Veja Mais:

Como escolher o Papel de Parede ideal para sua decoração
Dicas para decorar o quarto do seu filho

 





Compartilhe:

Sobre o Autor

Comentários não são permitidos.