Investir em construções com baixo impacto ambiental e sustentável é possível

0

A sustentabilidade é um dos assuntos mais debatidos no mundo todo, e não é por acaso. Esse conceito está diretamente ligado à várias áreas de conhecimento e setores da economia. Na construção civil não é diferente, há uma constante busca de novos materiais que gerem menos impacto ambiental, e que reduzam o consumo de energia.

impacto ambiental

As edificações estão sendo adequadas a esta alta demanda por sustentabilidade e vários países criaram critérios de avaliação para as construções. Esses métodos surgiram nos anos 90 na Europa, EUA e Canadá para que o mercado fosse encorajado a obter níveis superiores de desempenho ambiental.

Como os países são diferenciados em vários aspectos, surgiram as agendas ambientais, que auxiliam para que os métodos de sustentabilidade sejam devidamente adaptados, esse é o caso das edificações no Brasil. Sem esse suporte e influência, as cidades e seus metabolismos continuam produzindo impactos negativos sobre o meio ambiente.

E esses impactos são gerados também pelo setor da construção civil. De acordo com dados do Worldwatch Institute, essa área consome 40% do de energia mundial e por 16% da água utilizada no mundo. Além de utilizar 40% das pedras e areia utilizados no mundo por ano, e ser responsável por 25% da extração de madeira anualmente.

A importância da sustentabilidade nas edificações

A sustentabilidade tem assumido papel importante dentro do setor de edificações. A Construção Sustentável é o conceito que permite o desenvolvimento dos modelos que agridem cada vez menos o meio ambiente e que possibilita à construção civil propor soluções aos principais problemas ambientais do momento, sem deixar de suprir as necessidades dos usuários.

A contribuição para a redução do impacto ambiental vem acompanhado pela diminuição do consumo de energia. Atualmente existem inúmeras formas para auxiliar nesse quesito, como a utilização de estratégias de conforto térmico passivo, otimização da iluminação solar, entre outros. O ponto é a reutilização da energia solar.

A escolha dos materiais para a construção de edifícios também é muito importante. Pensando que eles têm vida útil e que podem ser demolidos um dia, é preciso pensar em materiais que podem ser reutilizados em outras obras, ou outra opção é a reciclagem dos mesmos, garantindo assim um novo uso.

O crescimento do uso de sistemas especiais de instalações e soluções para o menor impacto ambiental nas edificações trazem reduções significativas no consumo de água, energia e materiais construtivos. O técnico em edificações deve seguir sistemas que otimizam, racionalizam e modulam o projeto para que haja menos resultados negativos ao meio ambiente.

Sobre o autor: Jacqueline Gonçalo – Jornalista pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)





Compartilhe:

Sobre o Autor

Comentários não são permitidos.