Entrevista com Eduardo Ziegelmeyer, da Lopes Maber

0

Eduardo Ziegelmeyer, da Lopes Maber, concedeu uma entrevista à Redação Lopes e conta sobre a trajetória de sucesso da franquia.

Lopes Maber

1. Conte um pouco da história da Lopes Maber.

Primeiramente o surgimento da Maber:  A ideia de abrir a Maber partiu da precariedade no atendimento que as imobiliárias da época prestavam, principalmente no atendimento de clientes que procuravam imóveis de terceiros. É importante ressaltar que todos os sócios vieram de outro ramo de atividade e tinham essa impressão, e não por este motivo não tinham vícios de mercado. Todos com boa formação e experiência profissional, inclusive com pós-graduações.

Resumindo, a ideia era fazer alguma coisa para fazer a diferença no mercado, visando mudar o que então era muito ruim. Inclusive o slogan era adotamos foi: “Maber – A nova atitude imobiliária.”

Desde o começo (2003) tínhamos em mente que o mais importante em todo o processo eram as pessoas que deveríamos ter como colaboradores. Pensando nisso, fomos a primeira imobiliária do mercado a ter um posto de trabalho fixo para o corretor, contendo um computador, telefone, enfim, tudo que fosse necessário para que eles pudessem desenvolver o seu trabalho. Nós abrimos a empresa focados em trabalhar com tecnologia, o que hoje é comum nas imobiliárias.

Em 2010, iniciou-se uma negociação para a compra da Maber pelo Grupo Lopes. A Lopes saiu ao mercado a fim de adquirir algumas empresas do ramo de imóveis de terceiros, dentre elas a Maber. O negócio foi concluído. Até onde eu sei, a Lopes estava disposta a aumentar a participação do Grupo neste mercado, já que eram os primeiros absolutos no mercado de imóveis novos.

2. Como foi ser eleita como uma das 100 melhores empresas para trabalhar?

Ganhamos esse prêmio por duas vezes e fomos a primeira imobiliária no Brasil a conquistar esse prêmio. Ficamos muito honrados, pois o prêmio vem da avaliação do pessoal que trabalhava conosco, e, como citei anteriormente, essa sempre foi e é a nossa maior preocupação. Todas as imobiliárias são compostas de telefones, paredes, mesas, etc. O que faz a diferença são as pessoas e a filosofia de trabalho envolvida.

3. Que conselhos você daria para os demais franqueados?

Os franqueados devem alimentar o banco de dados (REDE), com o máximo possível de ofertas, com todo o zelo possível nas informações sobre as ofertas. Cuidando-se desses pontos, não tem como a franquia não ser um bom negócio.

A Lopes agradece ao Eduardo Ziegelmeyer e a Lopes Maber pela entrevista concedida.

Desejamos a todos os franqueados um ano excelente para as vendas.

Lopes, servindo com o coração.





Compartilhe:

Sobre o Autor

Comentários não são permitidos.