Avaliação do Secovi-SP: Redução da taxa Selic é positiva para o País

0

Nas últimas semanas, as projeções para a taxa básica de juros vêm caindo não só para esse ano como também para o próximo ano. O boletim Focus de junho, apresentado pelo Banco Central, previa taxa Selic de 8,5% para os dois anos. O relatório de 14 de julho, no entanto, apontou expectativa de queda, com 8% de Selic.

taxa selic

O que é a Taxa Selic?

A Selic é a taxa básica de juros da economia no Brasil, utilizada no mercado interbancário, para financiamento de operações com duração diária, lastreadas em títulos públicos federais. A sigla SELIC é a abreviação de Sistema Especial de Liquidação e Custódia.

Essa sigla nada mais é que um sistema computadorizado utilizado pelo governo, a cargo do Banco Central do Brasil, para que haja controle na emissão, compra e venda de títulos.

A Taxa Selic é obtida pelo cálculo da taxa média ponderada dos juros praticados pelas instituições financeiras. A seguir você descobrirá como até mesmo o seu emprego pode sofrer influência com a movimentação desta taxa.

Avaliação Secovi-SP

Ao atingir a casa de um dígito, a taxa básica provoca importantes reflexos na economia e no mercado imobiliário.

Na avaliação do Secovi-SP, foi acertada a decisão do Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central de reduzir em um ponto percentual a taxa Selic, que passou de 10,25% para 9,25% ao ano. “Com a taxa básica de juros na casa de um dígito, algo que não ocorria desde o final de 2013, haverá reflexos importantes na economia e no mercado imobiliário”, afirma Flavio Amary, presidente da entidade.

Segundo ele, a redução da Selic contribui para diminuir também os juros do crédito imobiliário, o que facilita a compra de imóveis, já que as prestações ficarão mais baixas e caberão no bolso do consumidor, que encontra boas oportunidades no mercado. “Além disso, somada aos demais indicadores positivos da economia, a medida permite aumentar a confiança dos empresários e estimular investimentos. Neste cenário favorável, vale destacar o bom desempenho da captação líquida da poupança nos últimos dois meses”, conclui.

Fonte: Secovi-SP

 

Veja também:

+ Burocracia sem dor de cabeça: saiba quais documentos analisar antes da compra do imóvel

+ IPTU: Quem deve pagar? Inquilino ou proprietário?

+ Mercado imobiliário entra em recuperação

 





Compartilhe:

Sobre o Autor

Trabalha com Marketing Digital na Lopes Consultoria Imobiliária. Estudante do 3° ano de Publicidade e Propaganda no Mackenzie.

Comentários não são permitidos.