Saiba como promover a acessibilidade na sua casa
Decoração e Paisagismo

Saiba como promover a acessibilidade na sua casa

Debater sobre acessibilidade é fundamental em todas as questões sociais. Afinal, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 23,9% da população brasileira têm algum tipo de deficiência.

Essa parcela da população apresenta deficiência múltipla, mental, visual, auditiva, física e, ainda, mobilidade reduzida.

Por isso, garantir a acessibilidade das pessoas vai além de promover a inclusão social. No Brasil é determinado por lei que estabelecimentos comerciais e espaços urbanos adotem medidas para a acessibilidade.

Porém, o que muita gente não sabe, é que é possível adotar o conceito de acessibilidade dentro de casa, criando espaços que garantem o acesso das pessoas, assegurando o conforto e a autonomia para essa parcela da população.

Pensando nisso, separamos algumas dicas para você tornar a sua casa em um ambiente acessível. Ficou curioso? Acompanhe!

O que é acessibilidade?

A acessibilidade é o direito que proporciona garantia a pessoa com deficiência ou mobilidade reduzida viver de forma independente e exercer o seu papel de cidadão no contexto social; contribuindo significativamente para a qualidade de vida desse indivíduo.

Por isso, deve ser adotada nos espaços físicos, no transporte, nos canais de comunicação e nos meios digitais, bem como em outros serviços urbanos de espaço público.

Ou seja, o termo engloba a concessão de acesso aos bens e serviços para qualquer pessoa, seja ela portadora de alguma deficiência ou não.

Resumidamente, é uma maneira de respeitar as pessoas e garantir a integração delas com o meio físico, independente de suas necessidades especiais.

Afinal, todos devemos seguir os nossos deveres e somos iguais perante a lei, não é mesmo? Podemos mencionar alguns aspectos que a acessibilidade pode ser implementada, são eles:

  • Meios de transporte;
  • Mobiliário urbano;
  • edificações (condomínios, residências, entre outros)
  • Ferramentas de comunicação;
  • Espaços públicos;
  • Indústrias (mesmo com atividades específicas, como para raio e etc).

Além do mais, a acessibilidade deve ser adotada em ambientes privados, como os comércios e as organizações.

Aliás, quem conta com familiar com algum tipo de deficiência em casa, deve tornar o ambiente adaptável para que ele sinta liberdade e seja bem recebido nesse espaço.

5 equipamentos para tornar o ambiente acessível

Como mencionamos anteriormente, proporcionar um ambiente seguro é fundamental para garantir a acessibilidade, certo? Sendo assim, separamos 5 itens para essa finalidade. Veja!

1. Cadeira de rodas motorizada

Conduzir uma pessoa em uma cadeira de rodas tradicional pode ser uma tarefa mais complexa do que parece, devido ao peso e a falta de acessibilidade dos espaços urbanos no país.

Além disso, esse equipamento, na maioria dos casos, desenvolve uma relação de dependência entre a pessoa e o seu cuidador.

Em contrapartida, a cadeira de rodas motorizada é responsável justamente por proporcionar o contrário.

Esses equipamentos apresentam cada vez mais segurança e modernidade, garantindo maior estabilidade e efetividade no manuseio de deficientes e idosos.

Além do mais, estes itens proporcionam um movimento mais dinâmico, a capacidade de mudar de posição quando quiser, realinha a postura e também implicam nas questões fisiológicas e ortopédicas.

2. Assento elevado para vaso sanitário

O banheiro é um dos espaços que mais exige atenção por parte dos moradores. Nesse contexto, esse ambiente necessita de pequenos cuidados para se tornar mais acessível para deficientes, pessoas com mobilidade reduzida e, claro, para os idosos.

Sanitários com assento elevado devem fazer parte de residências particulares e locais públicos, como hospitais, shoppings e restaurantes.

Esse material é muito parecido com os braços de uma cadeira tradicional, porém, conta com uma estrutura de alumínio.

Além de proporcionar mais elevação ao assento, garante mais segurança e acessibilidade ao usuário. Esse material fornece tanta praticidade que pode, inclusive, ser usado em viagens.

3. Assento sanitário elevado

Grande parte das pessoas que sentem dificuldade para levantar e sentar no assento sanitário necessitam de um item que proporcione elevação.

Neste sentido, uma boa dica é optar por um modelo com levantamento lateral para garantir estabilidade e segurança para o usuário.

O assento sanitário elevado é indicado para pessoas que pesem até 100kg e deve ser parafusado junto ao vaso sanitário.

4. Barra de apoio para banheiro

O banheiro é um dos espaços mais utilizados de uma casa, certo? Por isso falamos tanto dele. Afinal, é nesse ambiente que renovamos as energias contraídas no dia a dia.

Sendo assim, o ambiente merece muita atenção nesse aspecto. Como os boxes costumam ser mais escorregadios, os riscos costumam ser maiores.

A probabilidade de quedas de pessoas com mobilidade reduzida pode diminuir drasticamente com a instalação de barras de apoio ou itens circunstanciais, como célula de carga e apoios sequenciais.

Baseadas de acordo com a necessidade, elas podem, inclusive, ser colocadas em outros espaços do banheiro e até mesmo em corredores e demais ambientes.

5. Calçador para meias de compressão

Em sua maioria, pessoas com mobilidade reduzida podem desenvolver uma má circulação sanguínea pela falta de exercícios e atividades correlatas. Com isso, para certas situações problemáticas, as meias de compressão podem ser ótimas aliadas.

Porém, elas são bem apertadas esteticamente, o que pode trazer alguns desafios na sua colocação diária. Isso pode envolver dificuldades para flexionar o tronco ou até se curvar para colocar a meia.

Uma ótima dica para solucionar esse problema é investir no calçador para meias de compressão, um material que possui alças mais longas e é revestido com pigmentos para plástico, reduzindo quase que 100% o esforço para calçar as meias.

Garanta a acessibilidade!

A acessibilidade é um dever para todos os envolvidos no contexto social. Apesar de ser assegurada por lei, muita gente ainda enxerga essa prática como um investimento desnecessário e ineficiente.

Infelizmente, a cada dia, muitas organizações criam barreiras para que ela não seja implementada em locais públicos, privados e particulares.

Por isso, todos nós devemos cobrar os responsáveis sobre a adoção da acessibilidade. Dessa forma, ela pode se tornar uma realidade em muitos ambientes e lugares.

Uma ótima alternativa para proporcionar bem-estar e qualidade de vida é adaptando a nossa casa para receber as pessoas com mobilidade reduzida de forma respeitosa.

Gostou das nossas dicas? Adote na sua casa e conte pra gente como foi essa experiência!

Esse‌ ‌artigo‌ ‌foi‌ ‌escrito‌ ‌por‌ ‌Beatriz‌ ‌Barros,‌ ‌Criadora‌ ‌de‌ ‌Conteúdo‌ ‌do‌ ‌‌Soluções‌ ‌Industriais‌.‌

Leia mais:

+ Investir em imóveis pode ser uma opção segura

+ Imóvel na planta ou pronto para morar. O que é melhor para mim?

+ Morar em casa ou apartamento? Conheça os prós e contras

Você pode gostar de ler também...