mão masculina assina contrato de consórcio
Mercado Imobiliário

Escolher o melhor consórcio: veja o que levar em consideração

Comprar um imóvel pede planejamento financeiro, que a pessoa saiba como organizar as finanças. O problema é que nem todo mundo tem disciplina para poupar. Nesse caso, escolher o melhor consórcio disponível no mercado pode ser a saída para adquirir uma casa, terreno ou apartamento.

Assim como qualquer outro produto financeiro, existem opções de consórcio mais ou menos vantajosas. Você sabe como diferenciá-las? Se a resposta tiver sido não, acalme-se. O objetivo deste artigo é justamente ajudar você a fazer a melhor escolha quando o tema é consórcio. Confira!

Quais são as vantagens do consórcio?

O consórcio é uma modalidade de compra na qual um grupo de pessoas se reúne e faz uma espécie de poupança coletiva. O objetivo é juntar capital para que todos consigam comprar as suas casas.

O capital será acumulado por meio de mensalidades pagas pelos participantes. Esse dinheiro ficará sob a responsabilidade de uma administradora. Essa administradora cobrará uma taxa que reajustará o valor das mensalidades. No caso dos imóveis, esse reajuste normalmente é feito anualmente.

Aqui está a primeira vantagem dos consórcios: não há incidência de juros, pois a pessoa não está emprestando dinheiro do banco. A segunda vantagem é que não existe uma análise de crédito como em um financiamento.

Para fazer parte de um grupo de consórcio, o interessado deve apenas atender às exigências da administradora — que estão relacionadas ao pagamento em dia das mensalidades, regras para obtenção de carta de crédito.

Outra vantagem é que em caso de inadimplência, as possibilidades de negociação podem ser melhores que as apresentadas por um banco, durante o financiamento, por exemplo.

Quando não vale a pena fazer um consórcio?

Em alguns casos, o consórcio de imóveis pode não ser mais vantajoso do que o financiamento imobiliário ou a locação. O primeiro cenário em que essa situação ocorre é quando existe pressa em se mudar.

Quando você compra um imóvel por meio do financiamento, o acesso às chaves acontece rapidamente e você paga as parcelas do imóvel enquanto usufrui dele — a menos que compre na planta, é claro.

No consórcio imobiliário, o comprador terá acesso à propriedade em três situações:

  • quando for sorteado;
  • quando ganhar um lance de um leilão;
  • quando acabar o período do consórcio.

Mensalmente, os participantes do consórcio participam de sorteios realizados pela administradora. Existem pessoas que têm sorte e são contempladas no primeiro mês, usufruindo imediatamente do imóvel, mas essa não será a realidade de todos os participantes.

Em determinados períodos, a administradora realiza leilões de cartas de crédito do consórcio. Na prática, cada participante dará um lance que equivale a uma parte do valor total das mensalidades. Os maiores lances são contemplados.

Por fim, ao final do período do consórcio, todos os participantes terão acesso ao imóvel. O problema é que essas pessoas que foram contempladas por último tiveram que custear a sua moradia de outra forma, como pagando aluguel.

Nesses casos, a soma dos gastos pode consumir o orçamento doméstico desses indivíduos.

casal jovem aperta a mão de um consultor do consórcio imobiliario

Como escolher um consórcio de imóveis?

Avalie o valor da taxa de administração

O valor da taxa paga à administradora pode variar de acordo com cada empresa. Quanto menor à taxa, mais barato se torna o negócio. Além de comparar o valor das taxas de administração, é interessante comparar o Custo Efetivo Total (CET) dos contratos.

O CET considera todos os ônus envolvidos na transação. Quanto mais alto o CET, mais caro para o consumidor é o contrato. Aliás, para saber se o consórcio é mais vantajoso do que o financiamento, compare, também, o CET dos contratos.

Pesquise a reputação da administradora

Em relação ao mercado imobiliário, por se tratar de uma compra de alto valor, é importante pesquisar a reputação de todas as empresas envolvidas na transação — e isso também vale para a administradora do consórcio.

É interessante ver se os clientes dessa empresa já tiveram algum tipo de problema ou se a administradora deixou de cumprir com alguma cláusula contratual.

O Banco Central divulga um ranking avaliando o número de reclamações envolvendo as administradoras de consórcios. Evite fazer negócios com as marcas que pontuam mal nesse levantamento.

Leia atentamente o contrato

Contratos podem ser complicados para o entendimento de leigos. Na dúvida, não assine. Busque a ajuda de um advogado especialista em mercado imobiliário para esclarecer os pontos que você não entendeu.

Caso a administradora demonstre desconforto com essa iniciativa, ou insista para que você assine o documento imediatamente, repense o negócio.

Verifique as penalidades em caso de inadimplência

Existem contratos mais rigorosos sobre a inadimplência das parcelas do consórcio. Em alguns casos, as multas são mais altas, o risco de perder acesso à carta de crédito é maior, ou a devolução do imóvel, caso você já tenha sido contemplado, ocorre sem muito espaço para negociação.

É claro que você não vai iniciar esse negócio pensando em atrasar as parcelas, mas imprevistos financeiros podem acontecer e é necessário saber lidar com eles.

Descubra o valor do histórico dos lances

Como já mencionado, uma das formas de ter acesso ao imóvel é por meio dos leilões das cartas de crédito. Nesse caso, o comprador pode verificar junto à administradora qual é a média dos valores dos lances ganhadores.

Essa informação o ajudará a saber o quanto precisa poupar para aproveitar melhor esses leilões. Assim como financiamento imobiliário exige que o comprador dê 30% do valor de entrada no momento da compra, é recomendado que o indivíduo reserve uma quantia de até 40% do valor da carta de crédito para aproveitar esses leilões.

Como vimos, o melhor consórcio é aquele que se apresenta como oportunidade para o comprador, oferecendo segurança durante todo o período do negócio, além de regras claras, de modo que a pessoa não se sinta lesada. Logicamente, quanto menor os custos, melhor o consórcio é. Por isso, verifique as empresas que apresentam as menores mensalidades.

Se você quer fazer o seu consórcio imobiliário, a CrediPronto pode ajudar. Somos uma empresa com ampla experiência no mercado de imóveis, focando em oferecer as condições mais vantajosas para quem quer realizar o sonho da casa própria.

Converse com a nossa equipe e saiba os detalhes das nossas opções de consórcios imobiliários.

CrediPronto

A única empresa especializada em consultoria de financiamento imobiliário do país. Conheça todos os benefícios e veja o porquê de fazer o financiamento do seu imóvel com a CrediPronto.

Você pode gostar de ler também...