Hora de poupar: como juntar dinheiro se você ganha pouco

0

Tomar a decisão de economizar uma parte do dinheiro é uma das principais decisões para a realização de um grande sonho. As próximas são estudar o orçamento e planejar como fazer essa economia de forma eficaz.

Com tantas distrações no dia a dia para que a gente gaste nosso dinheiro, é preciso disciplina e hábito. Confira as dicas que separamos para a hora de poupar e economizar mesmo ganhando pouco e tendo recursos para atingir seus objetivos.

hora_de_poupar

Saiba para onde vai o seu dinheiro

Fazer o orçamento doméstico e pessoal é o primeiro passo para economizar. Você só conseguirá controlar seu dinheiro se souber para onde ele está indo mensalmente. Um ótimo hábito é anotar cada gasto para entender melhor as despesas.

Após alguns meses dessa prática, crie uma outra lista com os gastos mais recorrentes, e organize em ordem das despesas mais relevantes para as menos relevantes. Cortar gastos supérfluos permite que mesmo quem ganha pouco consiga economizar.

 

É possível reduzir as despesas

Agora que você já sabe quais são os seus gastos essenciais, aqueles que vão fazer parte mensalmente da sua lista, trabalhe para reduzi-los. Uma forma de conseguir pequenos descontos ou vantagens, é optar pelo pagamento à vista ou outra condição que ofereça descontos.

Você também pode negociar com o fornecedor do serviço ou produto, além de ficar atento nas condições oferecidas pela concorrência. Mas lembre-se sempre: comprar a prazo para não gastar seu dinheiro agora não é nenhuma vantagem.

 

Guarde o valor economizado

A caderneta de poupança é uma das formas mais populares de economizar dinheiro. É caminho seguro, mas pouco rentável. Por meio dessa conta, o dinheiro aplicado no banco rende mensalmente um valor, baseado em uma taxa fixa de juros.

Os economistas recomendam que o ideal é separar em torno de 10% do total do salário para ser aplicado nesse modelo de poupança. Uma dica é definir um valor fixo a ser depositado mensalmente, para que você possa ter consciência do valor que deverá separar, além de poder calcular precisamente quanto você já tem ou quanto falta para atingir o desejado. Metas claras levam a realizações.

Já para quem quer investir e fazer seu dinheiro render, a poupança não é a mais recomendada. Em tempos de inflação e juros em alta, por exemplo, seus rendimentos podem ser reduzidos. Nesse caso, deixar seu dinheiro parado enquanto os preços sobem pode desvaloriza-lo.

 

Crédito ou débito?

O cartão de crédito é uma comodidade, mas pode se tornar um grande inimigo do seu planejamento financeiro. O prazo que ele oferece para pagamento pode fazer você relaxar no controle do salário, acarretando em gastos fora do seu controle.

A opção de pagar um valor inferior ao total da fatura pode parecer outra vantagem, mas cobra juros altíssimos, levando a dívidas ainda maiores que a parcela total inicial. O ideal é realizar pagamentos preferencialmente pelo débito, que descontará do dinheiro que você tem no momento.

Gostou do texto? Calculadora, caneta e papel em mãos e comece seu planejamento. Aproveite e assine nossa newsletter para receber mais dicas importantes.

Texto: Equipe Precon Engenharia

 

Veja também:

+ Vai casar? Veja nossas dicas para poupar dinheiro

+ 5 dicas para economizar na decoração da casa nova

+ Custos para comprar um apartamento

 





Compartilhe:

Sobre o Autor

Comentários não são permitidos.