Arquitetura

Minhocão de São Paulo…”meio homem, meio lobisomem”

Objeto de longas discussões entre urbanistas, arquitetos, moradores e considerado uma “cicatriz urbana”, o elevado Costa e Silva, mais conhecido como “Minhocão” foi concebido na década de 1960, durante a gestão do prefeito Faria Lima, desengavetado pelo prefeito Paulo Maluf, sendo finalizado em 1971.

Passando a cinco metros dos prédios de apartamentos, o elevado tem 3,4 quilômetros de extensão e liga a região central à zona oeste da cidade. A obra recebeu diversas críticas, chegou a ser chamado de “cenário com arquitetura cruel” e “uma aberração arquitetônica”.

Foi responsável pela enorme desvalorização e deterioração dos imóveis próximos. Com inúmeros prédios em estado de abandono chegou a ser cenário de muitas novelas e filmes que necessitavam de um fundo dramático.

minhocão

Elevado Costa e Silva – Minhocão – em 1971, um ano depois da inauguração, já congestionado. Símbolo das políticas que privilegiam o transporte individual tem desativação prevista no plano estratégico diretor. Foto: memória o Estado de São Paulo

Entretanto, com o passar dos anos, através do incentivo de diversas associações locais junto a prefeitura, o mesmo vem incorporando uma nova “vocação” como área de encontro, espaço de lazer e cultura.

Com restrição de veículos no horário noturno e total nos domingos (recentemente parcial nos sábados também) o mesmo tem sido  palco de feiras gastronômicas, caminhadas, encontros , passeios de bike e de skate, entre inúmeras outras atividades culturais que ocorrem acima, ao seu redor, ou sob o mesmo utilizando seus pilares como telas de artes, entre outras.

minhocão

Seus pilares são palcos constantes de amostras ao ar livre. A exposição Giganto fez parte do festival Photo España Brasil. São Paulo, SP.

minhocão

minhocão

Minhocão aos Domingos.

minhocão

Maratonas no Minhocão.

minhocão

Ciclovia sob o Minhocão e arte de rua em seus pilares.

Muito tem se discutido sobre o futuro e o destino final que será dado ao mesmo.

Com a aprovação do Novo Plano Diretor Estratégico (lei nº 16.050/14), o artigo 375 prevê a criação de uma lei específica para a desativação progressiva do elevado para automóveis nos próximos 16 anos.

Visto que o mesmo tem se tornado um “parque espontâneo”, a Prefeitura de São Paulo analisa o Projeto de Lei (PL) 10/2014 que prevê a desativação gradativa do Elevado e estuda a criação do Parque Municipal do Minhocão, com inspiração em projetos como o High Line Park, em Nova York (EUA), e o Promenade Planté, em Paris (França).

 

9

High Line Park

10

High Line Park

Recentemente, em uma iniciativa de arquitetos, administradores, advogados, engenheiros e empresários surgiu o Movimento 90°, uma iniciativa para a instalação de Jardins Verticais em grandes fachadas sem janelas ao longo do minhocão.

A região do Minhocão possui mais de 100 empenas cegas que poderiam abrigar 58.000m2 de área verde. Com esse numero em mente, o Movimento vem trabalhando desde 2013 para implementar o Corredor Verde do Minhocão.

11

Foto do jardim Vertical na empena de edifício próximo ao Minhocão.

Enfim, resta aguardarmos como tudo isso irá se desenrolar. A verdade é que o “Parque do Minhocão” já começa a ocupar seu espaço social, cultural e físico na região, ainda, que sem uma arquitetura própria, em uma luta para devolver ao morador local e a cidade um pouco da dignidade em meio ao caos em uma das regiões onde o homem e sua escala foram realmente atropelados

Por hora, ainda meio “Homem” meio “Lobisomem”, mas com certeza, já é parte de uma tendência internacional de humanização das grandes metrópoles.

 

Flavio Erwin Westmann – “serimovel”

Você pode gostar de ler também...