Decoração e Paisagismo Sustentabilidade

Como gastar menos energia elétrica no verão: truques com os eletrodomésticos e tarefas da casa

A casa da gente vai muito além das dimensões que nós pensamos. Ela não se limita às paredes externas da nossa residência, nem às grades ou aos muros do nosso terreno. A nossa casa é todo o nosso planeta. 

Por isso, precisamos respeitar e cuidar muito bem de todas as coisas dentro dele, o que inclui os recursos naturais – que são limitados.

Hoje em dia, fala-se muito mais em ecologia e sustentabilidade. Mas estamos bastante atrasados nestes temas. Na prática, ainda fazemos muito pouco no dia a dia. 

Precisamos economizar muito mais água e gastar menos energia elétrica. E por falar em energia, nesta época do ano, o verão, é comum gastarmos ainda mais tentando refrescar os ambientes. Só que esta conta pode ser alta demais, tanto para o nosso bolso quanto para o planeta. 

E será que tem como evitarmos desperdícios? Será que não precisamos revisar a nossa conduta para conseguirmos gastar menos energia? E será que tem maneiras de nós utilizarmos uma energia mais limpa, ou seja, menos prejudicial ao meio ambiente em nossa residência? É o que iremos tentar esclarecer no texto a seguir.

sala de estar com painéis de vidro e muita iluminação natural
Foto: Bordin & Soares

Como podemos gastar menos energia no dia a dia?

A resposta para essa pergunta pode não caber neste texto. É que ainda há muita coisa errada que o ser humano faz no seu dia a dia – algumas intencionais e outras não intencionais. 

Na maioria das vezes, não nos importamos. Mas quando as consequências chegam é que nos damos conta de que é preciso uma mudança rápida.

Claro que as altas temperaturas por vezes nos obrigam a realizar certas ações. Só que podemos tentar equilibrar essa equação, reduzindo os nossos gastos em outras situações do cotidiano. 

A primeira coisa que você precisa fazer é se perguntar se este gasto de energia realmente é um problema. Isto porque esta conta pode estar mais alta em função de você ter trocado a utilização de aparelhos a gás por elétricos.

Nessa balança, podemos dizer que é mais fácil conseguirmos produzir energia elétrica do que produzirmos mais petróleo – pois o mesmo vem da decomposição de matéria fóssil. Então, isto certamente é muito mais benéfico para a natureza. Se você fez isto, muito bem.

Agora, se ainda sim decidiu por tentar gastar menos energia, é preciso revisar não os seus aparelhos de casa e sim o modo com que você os utiliza. Por exemplo: 

  • Não há necessidade de ligar o chuveiro na energia durante o verão; não precisamos aquecer a sua água neste período do ano.
  • Ventiladores de ar ajudam a refrescar os ambientes e gastam menos energia elétrica do que os aparelhos de ar-condicionado. 
Fonte: Leonardo Muller
ventilador de parede é opção que gasta menos energia
Foto: Viva Decora
  • Também não precisamos varrer o nosso pátio utilizando sopradores de ar ou lavarmos as varandas utilizando lava jato. Muitas vezes, uma vassoura e uma mangueira comum já são suficientes. 
  • Dentro de casa, a mesma coisa. Não precisamos usar sempre robôs elétricos ou aspiradores de ar para limpar o piso. 
  • Na cozinha, podemos buscar formas de preparo de alimentos que não envolvam tanto o cozimento ou a utilização de batedores e liquidificadores. Aliás, geralmente essas refeições costumam ser mais benéficas para a saúde humana.
  • E em todos os cômodos da casa, podemos, durante o dia, abrir as janelas para aproveitar a luz solar;  e, durante a noite, utilizar apenas aquelas luminárias que tenham lâmpadas econômicas.
fruteira de chão com frutas frescas
Foto: Viva Decora

O que podemos fazer de melhor em nossa rotina?

Ainda há muito mais a se fazer para gastar menos energia elétrica, é claro.

  • Sempre que esquentar a água para beber, logo em seguida, coloque o líquido restante em uma jarra térmica, assim você preserva o seu calor mais tempo e evita gastar novamente energia para isso. 
  • E todo o alimento que for preparado no fogão e ainda estiver quente não deve ser colocado direto na geladeira. Neste caso, a troca de calor do alimento com aparelho poderia sobrecarregar o sistema, fazendo gastar mais energia ou até mesmo estragar.
dicas para gastar menos energia com os eletrodomésticos da cozinha
Foto: Maricy Marcos Borges
sala de jantar com ar condicionado
Foto: Projeto de Claudia Comparin
  • Se possível, é melhor acumular o máximo de roupa possível para uma lavagem na lavadora de roupas.
  • No verão, também não há necessidade de utilizar a secadora de roupas – aproveite a luz solar. 
  • Se tiver pouca louça para lavar, nada de colocar as peças na lavadora de louças. 
  • E ligue o exaustor apenas quando for necessário. É melhor fazer a ventilação natural correr entre os ambientes. Abra as janelas para renovar o ar e as energias da casa e gaste menos luz com ventilação forçada.
área de serviço espaçosa permite estender roupas e evita a secadora
Foto: Viva Decora

O que precisamos mudar em nossa residência?

A etapa final de mudanças da nossa casa pode contemplar a substituição de vários aparelhos elétricos.

Pode ter chegado a hora de você precisar trocar o modelo do seu ar-condicionado, geladeira, lavadora de roupas e lavadora de roupas. 

Os novos modelos possuem um sistema de funcionamento muito mais econômico e também duradouro. E essa combinação pode ser tanto favorável para o meio-ambiente quanto para o seu orçamento mensal.

novos modelos de eletrodomésticos costumam ser mais econômicos
Foto: Viva Decora

Outro grande vilão do consumo de energia elétrica é o computador.  Claro que precisamos utilizá-lo neste momento principalmente para trabalhar e estudar em casa. Mas, novamente, podemos avaliar se não chegou a hora de trocar o modelo por um mais econômico, que possua uma bateria com maior armazenamento de energia que altere facilmente o seu status de funcionamento para economia de luz.

Um bom substituto para o computador em tarefas simples é o tablet. Os novos modelos também são muito mais econômicos podendo armazenar mais energia em sua bateria. Eles precisam ficar menos tempo ligados à tomada. E também podem servir para controlar o funcionamento e gastos de energia de outros equipamentos via aplicativos ligados à rede wi-fi.

escritório em casa com notebook ou tablet para gastar menos energia
Foto: Alex Bonilha

E para finalizar, mais adiante, depois que economizar bastante do seu orçamento, poderá considerar utilizar parte desse dinheiro para investir em um sistema de placas solares para a produção de uma energia elétrica limpa para sua casa. 

O investimento financeiro inicial é grande, porém o custo-benefício a longo prazo compensa. É a tecnologia do presente que promete ajudar a natureza no futuro.

telhado com placas solares é uma alternativa para economizar em energia elétrica
Foto: Viva Decora

Então, que tal começar com esses hábitos de economia e, depois, pensar em usar tecnologias alternativas de geração de energia em casa? 

Essas dicas de como economizar luz foram criadas pela equipe Viva Decora.

VivaDecora

O Viva Decora reúne as melhores ideias de Decoração, Design de Interiores e Arquitetura em um só lugar.
Entrevistas, artigos, fotos de ambientes reais e projetos de profissionais para inspirar e ajudar as pessoas a criarem o lar dos seus sonhos.
Inspire-se!
Viva Decora é uma iniciativa do portal Viva Real.

Você pode gostar de ler também...